História

HISTÓRIA DO HOSPITAL

 

Dr. Astrogildo Cesar de Azevedo

Dr.AstrogildoDeAzevedopq
Astrogildo Cesar de Azevedo nasceu em Porto Alegre, em 30 de janeiro de 1867, filho de Felicíssimo de Azevedo e D. Maria Leocádia de Azevedo. Seu pai foi nomeado primeiro Intendente Municipal da Capital Gaúcha no período republicano.

Muito jovem, Astrogildo ingressou na faculdade de medicina do Rio de Janeiro em 1884. Era um excelente aluno, já no sexto ano de faculdade exercia a clínica médica entre os membros da colônia gaúcha na capital do Império. Formou-se no dia 24 de dezembro de 1889.

Sua vinda para Santa Maria foi por acaso, na verdade ele veio substituir um velho amigo de faculdade, Dr. Deocleciano Azambuja – natural de São Gabriel e formado dois anos antes que Astrogildo na mesma faculdade e clinicava em Santa Maria, que por estar muito doente resolve tratar-se na Europa, vindo a falecer pouco tempo depois.

Ao chegar em Santa Maria Dr. Astrogildo alugou uma pequena casa na antiga rua da Matriz, hoje denominada Venâncio Aires, ao lado dos Correios. Local que morou até alguns anos depois de seu casamento com D. Aura Becker Pinto. Depois o casal mudou-se para rua do Acampamento numa casa que acabou sendo demolida em 1912 para dar lugar ao palacete do Dr. Astrogildo inaugurada em 1913, que hoje abriga o museu Gama D`ça e Vitor Berçani, a casa foi projetada e construída pelo escritório de Reinaldo Ahrons, o mesmo que construiu a casa de cultura Mário Quintana em Porto Alegre.

Os primeiros meses após sua chegada em Santa Maria foram muito difíceis e até desanimadores. Sua preocupação maior era com a população mais pobres. A cidade estava se desenvolvendo lentamente e não havia um hospital para atender os doentes, as condições eram extremamente precárias, só para se ter uma idéia, as cirurgias eram realizadas em salas no fundo das farmácias sem condições alguma de higienes. Por esse motivo Dr. Astrogildo e um grupo de cidadãos começaram a debater sobre a necessidade de ter ao menos um local onde fosse possível a prática da cirurgia.

A decisão definitiva ocorreu no dia 15 de fevereiro de 1890 depois de uma situação dramática que jamais lhe saiu da memória. Onde por conseqüência de um acidente entre dois trens ocorrido nas proximidades da “Estação Colônia” (hoje Camobi) um operário da rede ferroviária teve uma perna esmagada e a solução seria uma amputação de coxa. A cirurgia foi realizada nos fundos de uma farmácia localizada onde hoje é o encontro das ruas Venâcio Aires e Serafim Vallandro em condições de extrema precariedade de higiene e materiais.

No dia 17 de julho de 1898, Dr. Astrogildo César de Azevedo juntamente com mais 36 conceituados cidadãos santamarienses em reunião extraordinária no Clube Caixeiral fundaram a Sociedade de Caridade Santamariense, posteriormente chamada Associação Protetora do Hospital de Caridade “Dr. Astrogildo de Azevedo, que foi fundada com objetivo de prover fundos para construção e posterior manutenção de um hospital que atendesse a população da cidade de Santa Maria.

Em 23 de julho de 1901, foi apresentado o primeiro projeto de lei orgânica do Hospital, ocasião em que foi eleito o Dr. Astrogildo de Azevedo como o 1º Presidente da 1º Diretoria.

Na data de 02 de setembro de 1903, as Irmãs Franciscanas chegaram ao hospital. A partir desta data desempenharam com zelo e dedicação sua função. As primeiras irmãs que aqui trabalharam foram: Ir. Justiniana, Ir. Vitalis, Ir. Frederica, Ir. Luiza e Ir. Ágata.

Depois de intensos trabalhos a Associação conseguiu, através de doações e empréstimos, concluir as obras do hospital que foi inaugurado em 07 de setembro de 1903, recebendo seus primeiros doentes logo após a inauguração contando com o auxilio das Irmãs de Caridade. O primeiro Corpo Clínico do hospital era composto pelos Srs. Drs. Pantaleão José Pinto, Nicola Turi, José Mariano da Rocha, Nicolau Becker Pinto, e o primeiro Diretor, Dr. Astrogildo César de Azevedo.

Dr. Astrogildo Cesar de Azevedo morreu no dia 22 de maio de 1946 quando ainda era diretor do hospital. Uma perda irreparável para o Hospital de Caridade pois se tratava da morte de seu principal articulador. Devido a essa fatalidade no ano seguinte em reunião extraordinária foi eleito o Dr. Eduardo Pinto de Moraes como novo Diretor do Hospital de Caridade de Santa Maria.

  • Missão

    “Promover a saúde com excelência e eficácia organizacional, através das pessoas e da tecnologia, para atender as necessidades dos nossos clientes”.

  • Visão

    “Consolidar a preferência dos clientes visando ser reconhecida como Instituição de excelência no atendimento à saúde no nosso âmbito de atuação”.

  • Valores

    • Respeito e dignidade no atendimento;
    • Atualização e desenvolvimento tecnológico;
    • Assistência integral e humanizada;
    • Valorização das pessoas;
    • Trabalho em equipe;
    • Comportamento ético;
    • Integração com a comunidade;
    • Busca constante do resultado;
    • Melhoria contínua.